5 de jun de 2016

MEU PAI

Olá, Olá, Olá!!!
Como estão? Bem, assim espero, estou sumido por uns tempos não é mesmo!
Estou com bloqueio criativo, sem ideia alguma do que postar por aqui, e para quem vive no mundo Blogger ou qualquer outra plataforma sabe muito bem que, quando acontece isso não há muito o que fazer, por mais que tente algo diferente e bom, parece que piora cada vez mais.

Então resolvi falar um pouco do acidente em que ocorreu com meu pai dentro de casa, pra quem me conhece sabe como ocorreu e o quanto grave foi e está sendo até agora, porém o pior já passou.

Pode até parecer algum filme, teatro, história de livro, mas não! Infelizmente ocorreu com meu pai.



Meu pai trabalhava aqui perto de casa, mas a Empresa resolveu abrir outra unidade em Sorocaba, meu pai foi um dos muitos selecionado a ir com a empresa trabalhar por lá, ele aceitou e desde então passou a "morar" e Sorocaba, vinha para casa em alguns finais de semana e feriados.



Mas na noite de 27/28 de Novembro de 2015, ele "exagerou" na bebida, eu estava saindo de casa, fiquei no portão por uns 15 min e então ele chega abre o portão e entra para casa sem nenhuma problema ou dificuldades, então eu desço a rua cerca de 300 metros de casa para conversar com meu amigos, e Graças a Deus eu estava por perto, minha mãe disse que ele jantou  e ficou assistindo  TV,  logo após demorou mais ou menos 40 minutos vem minha mãe desesperada pela rua gritando meu nome.
- Marcioooooo! Maaaaaarcioooo! Socorrooooo Marciooooo!

Como eu estava bem perto de casa logo escutei e sai correndo para ver o que tinha acontecido, tenho uma irmã de 12 Anos, então logo pensei ser algo que tinha ocorrido com ela, mas não. Eu tentando acalmar minhã mãe e ela dizendo desesperadamente.

- Seu pai caiu da escada! Corre Marciooo! Corre!

Em casa possui uma escada na entrada, e no quintal do fundo possui outra, onde desce para um sobrado em baixo. 

No meu pensamento achava que teria sido na escada da frente, o que seria menos grave.
Ao entrar em casa já vi que não era por ali, então corri para o fundo da casa e comecei a descer a escada, foi quando eu vi meu pai ali, deitado de bruços com a cabeça no fim da escada e os pés para cima, ele só queria pegar a toalha, tomar seu banho e ir dormir, mas não foi o que ocorreu.

Ali já comecei a ficar desesperado sem saber o que fazer, coração acelerou de tal forma que não tem explicação, comecei a suar frio, as pessoas falando e falando, então respirei fundo e disse para mim mesmo, acalme-se. Meu irmão não estava em casa, então peguei o celular e liguei para emergência, em seguida pedi para que o pessoal também ligasse para acelerar e chegar mais rápido, liguei também para que me irmão voltasse para casa imediatamente, meu pai bateu a cabeça, estava respirando lentamente, e por mais que não possamo mexer em nada até a emergência chegar, resolvemos tira-lo local, a respiração estava fraca demais, onde ele estava com a cabeça havia uma poça de sangue que havia saído da lesão que foi interna, colocamos em um local plano e limpamos seu rosto, nariz, boca para que respirasse com mais facilidade.

Então meu amigo ligou novamente para emergência, e pediu para que passassem algum procedimento a se fazer enquanto a ambulância não chegava, disseram que fizemos bem ter tirado ele da posição em que estava na escada, enquanto isso eu tentava acalmar minha mãe e irmã, que estavam muito desesperadas por ver aquela cena. Pedi para que vizinhos e amigos subissem para sala e ficassem lá com minha mãe e irmã para acalma-las.

O resgate demorou cerca de 20 min, o que é bastante tampo quando trata-se de um acidente grave! Finalmente chegaram colocaram meu pai na maca e logo vi que uma das pernas não estava reagindo bem, na hora de amarrar na maca umas das pernas não ficava reta, a Mulher do resgate abaixava e em seguida a perna flexionava na parte do joelho, ali já imaginei que ele não andaria mais.

pegaram todos os dados do meu pai e meu irmão foi junto na ambulância, chegando ao primeiro hospital, fizeram alguns exames e disseram que o caso é grave, teria que fazer uma Neurocirurgia, mas ali não tinham suporte nem uma equipe designada a fazer o procedimento, colocaram ele em coma "Coma induzido" ou seja ele estava sedado para que não acordasse desesperado e com perigo de piorar o quadro dele, (esse é o nosso Brasil!) ele praticamente passou a noite lá e meu irmão acompanhando, ninguém havia dormido, então por volta das 04:00am, preparam ele para transferir para outro hospital, o Hospital Municipal do Campo Limpo.

Realizaram diversos exames, raio-x, e tudo mais, com uma equipe especializada em neurocirurgia, e com os resultados de exames específicos, não foi necessário fazer a cirurgia, o sangue em que citei a cima que ele estava respirando em cima, é o sangue que deveria sair de fato, caso não saísse ia ficar coagulado no cérebro e assim precisaria da cirurgia.

A fratura na cabeça foi bem grave, ele ficou cerca de 22 dias em coma induzido, nesse período sempre diminuindo a dose para que ele acordasse com calma, foram feitas duas tentativas, na terceira ele acordou tranquilo, sem saber o que estava ocorrendo, e então ficou mais 20 dias na enfermaria para observação e recuperação, ele estava muito fraco, magrinho sem força alguma até para se alimentar. 

Finalmente recebeu alta! Eba! vai vir para casa, assim se recupera mais rápido! Mais os problemas não acabaram, pra quem conhece ou esta por dentro do assunto, quando uma pessoa fica muito tempo em uma posição só no hospital, forma-se feridas, que não são nada agradáveis (a final nenhuma é né), tivemos que tratar essa ferida, que demorou cerca de 5 meses para ficar totalmente curada.

O problema maior é adaptar ao que esta acontecendo, a mente dele não esta 100%, os médicos disseram que volta ao normal, como era, mas demora no minimo 1 ano, então ele ainda confunde muitas coisas, as vezes fala de assuntos do passado, erra nomes etc... 
Porém o pregresso dele graças a Deus está muito em, já esta bem recuperado, já está tomando banho sozinho, se alimenta sozinho, mas ainda levamos para ele na cama, ele passa o dia na cama pois ainda não tem muito equilíbrio e força, na verdade falta confiança e força de vontade, e isso com o tempo vai melhorar de tal forma que nem vai parecer que ele sofreu algum acidente.

Eu Resumi muitas coisas, e muitas não foram colocadas no texto a cima, coisas que não tem necessidades de serem citadas.

Isso serviu de exemplo para mim, um aprendizado para vida!

Espero que sirva para vocês também! De uma hora para outra podemos mudar de tal forma que não tem explicação, meu pai sempre forte, trabalhador, disposto, e hoje vive de cama se recuperando de um acidente que poderia ter tirado a vida dele.

Por isso não odeie ninguém, não magoe ninguém, e não carregue ódio de ninguém, pode ser questão de minutos, você perca quem você ama e nunca mais verá ele(a).

Nenhum comentário

Postar um comentário

Não ofender nos comentários.

Layout Free - Design e Desenvolvimento por: Adorável Design